Sociedade

Vídeo mostra operação da GNR num abrigo para cães que resulta na detenção da proprietária

Um dos animais encontrava-se em “estado de putrefação". A situação é reincidente.

A Guarda Nacional Republicana (GNR) deteve, esta quarta-feira, uma mulher de 38 anos, proprietária de um abrigo para cães, pelo crime de maus-tratos a animais de companhia, no concelho de Gouveia, distrito da Guarda.

A detenção ocorreu na sequência de uma ação de fiscalização realizada, na terça-feira, às instalações do abrigo, sem fins lucrativos.

Na ação das autoridades foram identificadas “as desadequadas condições em que os animais eram mantidos, situação reincidente, considerando que o local já havia sido fiscalizado noutras ocasiões pela GNR, dando origem à elaboração de vários autos de contraordenação, assim como a um auto de notícia pelo crime de maus-tratos a animais de companhia», lê-se no comunicado.

Esta quarta-feira, foi efetuada uma busca ao local, tendo sido verificada a existência de 23 cães “nitidamente malnutridos, com falta de cuidados veterinários e sem condições higieno-sanitárias, havendo espaços cobertos de dejetos”.

O Comunicado dá ainda conta da situação de um animal que já se encontrava em “estado de putrefação".

A mulher já foi presente ao Tribunal Judicial de Gouveia, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de termo de identidade e residência.

Veja o vídeo