Internacional

Vídeo de menina a chorar e a dizer que é vítima de abuso sexual torna-se viral nos Estados Unidos

Imagens tornaram-se virais e percorreram o país, levando a uma onda de sensibilização. A polícia já reagiu.

Um vídeo de uma criança a gritar por ajuda e a denunciar que estava a ser abusada sexualmente pelo namorado da mãe, no estado norte-americano do Texas, tornou-se viral nas redes sociais nos EUA.

Segundo a imprensa internacional, o vídeo partilhado na Internet mostrava uma menina, de nove anos, a implorar por ajuda e a recusar-se a sair do carro, durante um processo de mudança de guarda parental, e a perguntar por que ninguém acredita nela, enquanto chora e diz que não quer ir para casa da mãe e do namorado.

As imagens levaram a que fosse criada uma página de angariação de fundos no GoFundMe, que tem circulado pelos Estados Unidos, e que já arrecadou milhares de euros, e deu origem ao movimento StandWithSophie.

"Sophie, de 9 anos, revelou que tem sido continuamente sujeita a violência doméstica, aliciamento sexual e, mais recentemente, abuso sexual / violação na sua residência principal”, diz a página do GoFundMe, citada pela imprensa. “O pai dela está a lutar pela sua vida, enquanto os agressores usam todos os recursos para colocar as suas mãos novamente nela”, acrescenta.

Face ao sucedido, o Departamento de Polícia do Condado de Frisco divulgou um comunicado onde disse estar a investigar o caso e que a criança se encontra num “local seguro”. No entanto, pediu às pessoas para não divulgarem informações falsas sobre o incidente.

“Embora o Departamento de Polícia de Frisco normalmente não faça comentários sobre casos de natureza tão delicada, gostaríamos que o público soubesse que a criança, neste caso, está segura e está hospedada num local seguro”, lê-se na nota partilhada nas redes sociais.

O Departamento de Polícia de Lacy Lakeview também divulgou um comunicado onde forneceu mais informações sobre o sucedido. As autoridades revelam que a "adolescente do sexo feminino exibida em vários vídeos do YouTube feitos pelo seu pai e colocados na página do GoFundMe está atualmente num lar seguro". Além de reiterarem que “há muita desinformação online”, confirmaram que há uma disputa pela guarda da criança a decorrer.

A polícia adiantou ainda que o pai denunciou em julho de 2020 que a filha estaria a ser alvo de abuso sexual. A alegação está a ser investigada.