Economia

Clientes "muito satisfeitos" com qualidade dos serviços da Aquapor durante estado de emergência

Grupo Aquapor serve mais de 1,5 milhões de habitantes em Portugal.

88% dos clientes avaliaram de forma positiva ou muito positiva a qualidade dos serviços prestados pela Aquapor durante o estado de emergência. Os resultados fazem parte de um estudo da consultora Nielsen, realizado em julho deste ano, sobre o trabalho desenvolvido pelo Grupo Aquapor nos municípios de Alenquer, Azambuja, Carregal do Sal, Cascais, Figueira da Foz, Gondomar, Mortágua, Santa Comba Dão, Setúbal, Tábua, Tondela, e Vila Real de Santo António.

De acordo com o mesmo estudo, o nível de confiança na qualidade da água fornecida aumentou, sendo que 73% dos inquiridos afirmam beber água da torneia, quando, em 2018, eram 55%.

A maioria dos clientes considera justo o preço que paga pela água, 41% dizem que o serviço melhorou face ao último ano e 91% mostram-se extremamente satisfeitos com a clareza, transparência e organização das faturas.

O Grupo Aquapor serve mais de 1,5 milhões de habitantes em Portugal e é um dos principais players do mercado na gestão de concessões municipais, abastecimento e saneamento de águas residuais diretamente às populações, autarquias e indústrias.

Para António Cunha, CEO do Grupo Aquapor, “os resultados deste estudo confirmam que estamos no caminho certo quanto ao trabalho que temos vindo a desenvolver nas diversas concessões de Norte a Sul do país”. E acrescenta: “Estamos empenhados em melhorar o serviço e a qualidade da água, dotando cada vez mais as nossas infraestruturas de apoio, continuando a investir e a desenvolver tecnologia de última geração, com total preocupação pelas questões ambientais. O nosso compromisso é com os clientes, a quem continuaremos a garantir um serviço de excelência a um preço justo”.

Pela melhoria da qualidade dos serviços, o Grupo Aquapor introduziu novos processos operacionais e apostou em investimento nas redes, permitindo aumentar a regularidade de abastecimento. Além disso, lançou uma plataforma de controlo de consumos por telemetria, que veio reforçar o atendimento eletrónico, e procedeu a uma revisão célere dos processos comerciais e operacionais no contexto pandémico, serviços indispensáveis e que, em tempos de pandemia, não podem parar.