Politica

JP pede fiscalização ao recinto do Avante: Governo não pode "ser fraco com os fortes" não fiscalizando "os partidos e os amigos"

Os jovens do CDS consideram que "o Estado não pode ser forte com os fracos" e depois "ser fraco com os fortes, não fiscalizando os partidos e os amigos do Governo".

DR  

A Juventude Popular (JP) exigiu ao Governo a fiscalização da 44.ª Festa do Avante!, que começou na sexta-feira e termina este domingo, no Seixal.

"O Governo não pode lavar as mãos como Pilatos na realização da Festa do 'Avante!'. Cabe a António Costa garantir que as entidades públicas fiscalizam e garantem as condições de saúde pública. Caso surja algum surto resultante deste evento a culpa não poderá morrer solteira", disse o presidente da JP, Francisco Mota, em comunicado.

Os jovens do CDS consideram que "o Estado não pode ser forte com os fracos, multando e perseguindo jovens que bebem uma cerveja e empresários que procuram superar a crise, e depois ser fraco com os fortes, não fiscalizando os partidos e os amigos do Governo".