Economia

AHRESP alerta: o uso de máscara não é obrigatório nas cozinhas dos restaurantes

Face a esta dispensa, a  AHRESP "apela às forças policiais para que ajam em conformidade e não exijam o uso de máscaras de proteção aos profissionais do setor que lidam com altas temperaturas. 

O uso de máscara não é obrigatório nas cozinhas dos restaurantes. A garantia foi dada pela  Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) depois de ter recebido vários pedidos de ajuda por parte dos seus associados que," em sede de fiscalização, são confrontados com a obrigatoriedade de utilização de máscara por todos os trabalhadores, sem qualquer exceção".

A associação diz ainda que, tal foi indicado no guia de boas práticas que foi validado pela DGS, "não obstante a utilização de máscara de proteção ser obrigatória para todos os colaboradores, a mesma é dispensada quando, em função da natureza das atividades, o seu uso seja impraticável", refere, em comunucado

Face a esta dispensa, a  AHRESP "apela às forças policiais para que ajam em conformidade e não exijam o uso de máscaras de proteção aos profissionais do setor que lidam com altas temperaturas (por exemplo os que trabalham em cozinhas), pois os riscos que a máscara acarreta são maiores do que a proteção que esta confere".

Redução do IVA

A AHRESP volta a reforçar a necessidade de se aplicar a taxa reduzida de IVA nos serviços de alimentação e bebidas. "Com o aumento alarmante da percentagem de estabelecimentos que consideram avançar para insolvência, a implementação temporária da taxa reduzida de IVA constituirá um importante estímulo à recuperação da atividade, com potencial para ajudar na sobrevivência de milhares de empresas e postos de trabalho".