Economia

Empresa chinesa que entrou na Mota-Engil na lista negra dos EUA

Empresa diz que sanções não vão afetar o negócio.

A China Communications Construction Company (CCCCC) – quarta maior empresa mundial de construção e líder em pontes e vias de comunicação que vai tomar uma participação superior a 30% no capital da Mota-Engil – faz parte da lista negra dos EUA o que significa que não pode entrar no país.

No entanto, a empresa chinesa garante que as sanções dos EUA não vão afetar o negócio e avança que vai fazer uma avaliação mais profunda com o objetivo de determinar quaisquer impactos desconhecidos, avança o South China Morning Post.

Recorde-se que, a lista negra dos EUA, que também inclui cerca de 300 outras entidades chinesas, incluindo empresa de telecomunicações Huawei, proíbe empresas americanas de fazer negócios com as empresas listadas ou exportar produtos para as mesmas, a menos que recebam uma licença especial para fazê-lo. Contudo, a CCCC garante não ter negócios nos EUA.