Internacional

Homem morre depois de polícias usarem taser de forma repetida na Colômbia | VÍDEO

"Por favor" e "agentes, peço-vos", homem implorou aos agentes para pararem. Cena foi filmada por testemunhas e gerou uma onda de protestos contra a violência policial no país.

Um advogado, de 46 anos, morreu na Colômbia depois de dois agentes da polícia terem usado, de forma repetida, uma arma de choques elétricos para o imobilizar. O episódio foi filmado por várias testemunhas e está a gerar uma onde protestos no país.

O vídeo mostra Javier Ordoñez a ser sujeito a vários choques elétricos enquanto implora aos agentes que parem. "Por favor" e "agentes, peço-vos", são algumas das palavras que se podem ouvir na gravação, onde também é possível perceber que várias testemunhas pedem à polícia para parar.

O homem acabaria por morrer horas depois de ser transportado para um hospital.

A morte de Javier Ordoñez gerou uma onda de indignação na Colômbia contra a violência policial, os protestos começaram na esquadra onde trabalham os dois agentes e espalharam-se a outros locais de Bogotá e depois a várias cidades. Há relatos de várias instalações policiais incendiadas e outros estragos provocados pelos manifestantes.

Na sequência dos protestos e da divulgação do vídeo, divulgado nas redes sociais e nos media, o ministro da Defesa colombiano, Carlos Holmes Trujillo, anunciou que foi aberta uma investigação “disciplinar e criminal” aos dois polícias.