Sociedade

Praticante de caça submarina morre em praia do Algarve

Homem entrou em paragem cardiorrespiratória. 

Um homem, de 57 anos, praticante de caça submarina, morreu, esta quinta-feira, depois de ter saído do mar com dificuldades respiratórias e entrado em paragem cardiorrespiratória, na praia do Pintadinho, em Lagoa.

Segundo um comunicado da Autoridade Marítima Nacional (AMN), a Polícia Marítima recebeu um alerta, através do Centro de Coordenação de Busca e Salvamento Marítimo de Lisboa (MRCC Lisboa), a informar que um homem de 57 anos, de nacionalidade portuguesa, se encontrava em dificuldades na praia do Pintadinho, deslocando-se de imediato para o local. Foram também empenhados os Bombeiros Voluntários de Lagoa e a Viatura Médica de Emergência e Reanimação do INEM.

“No local, os nadadores-salvadores auxiliaram o homem a sair da água e prestaram os primeiros socorros à vítima, que entrou em paragem cardiorrespiratória. Foram efetuadas manobras de reanimação, no entanto a vítima não resistiu, tendo o óbito sido declarado no local pelo médico do INEM”, revela a AMN.

O corpo foi transportado para o Gabinete Médico-Legal de Portimão, tendo o Comando-local da Polícia Marítima de Portimão tomado conta da ocorrência.