Desporto

Miguel Oliveira confiante na luta por novo pódio

Piloto da KTM motivado para “lutar pelos lugares da frente” nas próximas três corridas do Mundial de MotoGP que se disputam neste mês de setembro. GP de São Marino realiza-se já este domingo.

Miguel Oliveira não podia estar mais motivado para o próximo desafio do Mundial de MotoGP, agendado já para este domingo, no traçado italiano Marco Simoncelli, em Misano. O Grande Prémio de São Marino é a sexta prova da temporada e vai realizar-se três semanas depois de um dia histórico para o desporto português. O piloto almadense vai regressar às pistas depois da vitória inédita alcançada no GP da Estíria, na Áustria, no dia 23 de agosto. Na segunda época na categoria rainha do motociclismo de velocidade, o piloto da KTM Tech 3 cumpriu no circuito de Spielberg “o sonho de criança”: vencer entre os melhores do mundo na modalidade.

A prova italiana será a primeira a receber público nas bancadas depois da pandemia de covid-19, estando autorizada a presença de 10 mil espetadores.

Miguel Oliveira é atual nono classificado no Mundial, posto a que subiu após vitória épica alcançada na última curva do circuito austríaco.

O piloto de 25 anos já tinha dado bons indicadores esta temporada: recorde-se que na primeira etapa do Mundial, Oliveira havia igualado o melhor resultado de sempre em MotoGP, após terminar em oitavo lugar em Jerez.

Antes do feito histórico, tinha ainda registado o seu melhor resultado até então, com o sexto lugar na República Checa. Pelo meio, abandonou GP da Andaluzia e GP Áustria, ambos após quedas.

 

Tripla jornada

O mês de setembro traz tripla jornada para o Mundial de MotoGP, com o GP da Riviera di Rimini agendado para o mesmo circuito no fim de semana imediatamente a seguir (18 a 20 setembro).

Com calendário cheio, o piloto natural de Almada mostrou-se confiante na luta por novos pódios: “Estou naturalmente animado e inspirado para enfrentar esta ronda de setembro. Penso que vai ser fisicamente duro enfrentar novamente três fins de semana consecutivos, mas descansámos bem e estamos motivados para voltar ao trabalho de novo”.

E acrescentou: “Vamos estar numa pista onde testámos em junho e da qual temos informação e penso que podemos fazer boas corridas. Espero manter o nível que revelámos em Spielberg e continuar a lutar pelas primeiras posições”.

A dar que falar, sobretudo depois do triunfo inteligente conseguido no final de agosto, Oliveira já é classificado “como a verdadeira estrela em ascensão do MotoGP”. Em entrevista ao portal MOW: Men On Wheels, o italiano Marco Melandri, antigo piloto do mundial de velocidade e atualmente a competir nas Superbikes, defendeu que o português vai ser um dos principais destaques da prova nos próximos anos. “Previsões? Não as faço para este ano. Mas dou-vos um nome a longo prazo. Há um rapaz que sigo desde que é miúdo, porque me impressionou pela sua forma de pilotar e, acima de tudo, por ser sempre sério e não assumir uma postura extravagante fora da moto. Esse miúdo cresceu e há dois fins de semana, no Red Bull Ring, ganhou a sua primeira corrida. Estou a falar do Miguel Oliveira, um candidato forte, que dará muita luta a todos nas próximas épocas. Adoro-o e vejo-o como a verdadeira estrela em ascensão do MotoGP”, disse o italiano que já competiu em MotoGP. Também Valentino Rossi voltou a elogiar o piloto português: “Miguel Oliveira pode converter-se num dos pilotos mais fortes do MotoGP”.