Internacional

Retomados ensaios clínicos da vacina de Oxford

Estudo da potencial vacina foi suspenso, durante três dias, após suspeita de reação adversa numa voluntária.

A farmacêutica britânica AstraZeneca e a Universidade de Oxford retomaram os ensaios clínicos daquela que é talvez a mais promissora vacina para a covid-19.

A AstraZeneca anunciou, através de um comunicado, que obteve a luz verde das autoridades sanitárias britânicas - Medicines HealthRegulatory Authority (MHRA)

"Os ensaios clínicos da vacina contra o novo coronavírus da AstraZeneca e de [Universidade] Oxford retomaram no Reino Unidos deoius de a autoridade que regula os medicamentos ter confirmado que é segura".

A empresa concluiu dizendo que nada mais podia adiantar sobre o assunto.

Recorde-se que os ensaios da vacinam desenvolvida em conjunto com a Universidade Oxford, estiveram suspensos durante três dias, depois de uma voluntária ter manifestado sintomas de uma rara inflamação na espinal medula, que poderia significar um efeito secundário.