Vida

Sharon Stone tem saudades de receber piropos

A protagonista de Instinto Fatal afirmou que receber uma palmada no rabo na rua não a incomoda.

Sharon Stone, ativista e defensora do movimento Me Too, confessou sentir saudades dos tempos em que os homens e as mulheres trocavam piropos na rua. ‘’Honestamente, não me incomoda que me chamem querida ou até que me deem uma palmada no rabo’’, disse em entrevista ao The Telegraph Magazine.

Aos 62 anos, a atriz considera que existem lutas muito mais importantes no feminismo: ‘’Era muito divertido poder assobiar e flirtar, mas agora isso é passado’’, acrescentou.

Sharon Stone foi vista em Hollywood como uma sex symbol durante vários anos. É no filme que a lançou na indústria do cinema como uma estrela, Instinto Fatal (1992), que se pode ver a cena mais icónica da atriz, na qual está sentada numa cadeira e, quando cruza as pernas, está sem roupa interior.

A atriz contou que se sentiu enganada pelo realizador do filme, Paul Verhoeven, que lhe garantiu que só a mandou tirar as cuecas porque estavam a interferir na cor do plano. Quando o filme se estreou e Stone reparou na cena deu uma bofetada a Verhoeven.

Agora, a vencedora de um Globo de Ouro pelo filme Casino está de regresso, desta vez ao pequeno ecrã, para a série Ratched, da Netflix, que se estreia no dia 18 de setembro.