Vinagrete

Mais anti-Covid

Será que os portugueses beneficiaram mais dos cuidados do Governo inglês contra o Covid 19, do que dos do seu Executivo?

por Pedro d'Anunciação

Portugal anunciou na 5ª-feira da semana passada, dia 10 de Setembro, novas medidas contra o Covis 19, que de viriam a entrar em vigor esta 3ª-feira, dia 15.

No mesmo dia em que Inglaterra anunciou ter excluído Portugal Continental do seu corredor aéreo sem Quarentenas (desta vez com menos queixinhas públicas do Governo); logo seguida de outros. Embora aí mantivesse os arquipélagos dos Açores e da Madeira (com a excepção da Escócia), mais cuidadosos neste caso. Foi triste ver o Presidente da República imiscuir-se no assunto sem razão, e com uma argumentação fraca (não por causa das medidas que Portugal tomou contra a doença, mas por se abrir demasiado aos países doentes, com os resultados que se sabe).

E no mesmo dia em que a PSP anunciava ter detectado nos últimos dias 308 atropelamentos às regras sanitárias decretadas pelo Executivo, contra a Covid 19.

E ainda no mesmo dia em que uma reportagem da RTP mostrava que entram no Aeroporto de Lisboa centenas de passageiros sem testes anti-Covid, vindos de países considerados problemáticos (como Angola e Brasil). E eu lembrei-me tanto de uma filha que foi à Madeira, e me disse ter tido medo apenas no Aeroporto de Lisboa.

Será que os portugueses beneficiaram mais dos cuidados do Governo inglês contra o Covid 19, do que dos do seu Executivo?