Viagens da Minha Terra

Da praia da consolação em Peniche às praias da falésia em Vilamoura

Para João Barreiras Duarte, as férias foram sempre associadas ao verão, à praia, ao convívio, aos churrascos, à prática do desporto, a estar com a família e com amigos. Guarda recordações e emoções felizes da Praia da Consolação, em Peniche, onde passou as férias da  infância e da adolescência. Mas é em Vilamoura e nas praias da Falésia que se sente ‘em casa’.

João Carlos Barreiras Duarte. Administrador e consultor de empresas

Durante quase vinte anos consecutivos, as minhas férias em família concretizavam-se na Praia da Consolação, concelho de Peniche, situada no distrito de Leiria e na região Oeste.

Praia de infância e de adolescência, em família, com amigos de todos os verões, com grandes brincadeiras, pescarias, namoricos, jogatanas de futebol, primeiras saídas à noite, entre o café do senhor João, os matraquilhos do forte e a discoteca Melanie. Tempos idos, carregados de recordações e emoções felizes, onde não faltavam as águas frias, a praia das rochas e a apanha do polvo e até umas dolorosas picadelas de peixe aranha.

Também recordo com saudosismo os meses de verão em que ia com o meu avô e com o meu irmão e respetivos primos, visitar os pomares de pêssegos, ameixas e peras, onde nos deliciávamos apanhar e a comer estes frutos saborosos.
Por motivos de saúde de um familiar (minha mãe), interrompemos a estada pelos areais da Consolação e nos anos seguintes nas férias fomos conhecer as praias do norte de Portugal, com especial destaque as praias entre Espinho e Matosinhos. No ano seguinte rumámos ao sul do país e até hoje, com poucas exceções em junho e julho, em que frequentamos algumas vezes as praias da Costa de Caparica e da costa atlântica de Cascais, desfrutamos do clima, do mar e do peixe do Algarve, mais concretamente de Vilamoura e de algumas praias do sotavento e barlavento algarvio.

Tenho o hábito de dizer, a propósito de Vilamoura e do Algarve, que ‘não nasci aqui mas também sou daqui’. Sim porque em Vilamoura podemos dizer que entre família e amigos existem várias Vilamouras. Desde logo, a Vilamoura das praias da Falésia, com os seus extensos areais de quilómetros e com as suas, muitas vezes, quentes águas. Mas também a Vilamoura de casa, do recato, da piscina e sobretudo dos churrascos com o bom peixe da Quarteira. Tendo sempre também a opção pelo lado mais cosmopolita da marina e da vida noturna, que são uma mistura de alegria e preocupação para quem tem filhos. Adoro o verão e o tempo quente e é por isso que adoro o Algarve e as visitas frequentes ao Alentejo (por razões familiares), gosto bastante da comida alentejana e das temperaturas altas de verão.

As férias foram sempre para mim associadas ao verão, à praia, ao convívio, aos churrascos à prática do desporto, ao estar em família e com amigos. 

É o ponto alto do ano. É isso que retiro todos os anos do Algarve e em particular de Vilamoura e da sua praia da Falésia.