Internacional

Cães pisteiros vão detetar infetados com covid-19 em aeroporto na Finalândia

Programa piloto vai treinar cães pisteiros para detetar infetados no aeroporto de Helsínquia.

A partir desta sexta-feira, a Finlândia vai utilizar cães pisteiros para, através do olfato e apenas em dez segundos, detetarem passageiros com covid-19 no aeroporto de Helsínquia. 

O aeroporto da capital finlandesa já está preparado com 16 cães, mas, como o projeto é ainda um programa piloto, a participação neste teste é voluntária: basta recolher uma amostra de suor do pescoço, que depois vai ser apresentada aos cães. A seguir, os voluntários devem fazer outro teste para comprovar a fiabilidade do resultado.

Este método também está a ser estudado nos Estados Unidos, na Alemanha e nos Emirados Àrabes Unidos e se se revelar bem sucedido, pode mesmo passar a ser utilizado em vários pontos do mundo.Segundo investigadores alemães, com apenas sete dias de treino, este método tem logo 94% de eficácia.