Sociedade

Há mais de quatro meses que não havia tantos doentes de covid-19 internados

Portugal registou esta quinta-feira mais 691 infetados por covid-19. No total, existem 22.549 casos ativos.

Em relação a quarta-feira, que teve o oitavo pior registo diário de novos casos, Portugal registou esta quinta-feira um decréscimo do número de infetados. Segundo o boletim da Direção-Geral da Saúde, foram diagnosticados 691 casos de infeção pelo novo coronavírus. No dia anterior foram 802 novos infetados, o que representa uma diferença de 111 casos.

De acordo com as novas informações divulgadas pela Direção-Geral de Saúde (DGS), morreram três pessoas – um homem e uma mulher com 80 anos ou mais na região de Lisboa e Vale do Tejo e uma mulher com idade entre os 60 e os 69 anos na região Centro do país.

Dos novos casos, 321 foram registados na zona de Lisboa (46,4%), 267 no Norte, 73 na região Centro, onze no Alentejo e 16 no Algarve. Nos arquipélagos, houve mais dois infetados nos Açores e um na Madeira.

A somar os novos casos desta quinta-feira, Portugal regista já 71.156 infetados desde o início da pandemia e 1.931 óbitos.

Segundo o boletim, há 588 doentes internados, mais 17 face ao boletim de ontem. Destes, 85 estão em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI), mais 8 do que no último balanço. Desde 21 de maio que o números de internamentos por covid-19 não era tão elevado - nesse dia havia 608 pacientes internados, dos quais 91 estavam em UCI. 

Nas últimas 24 horas, recuperaram da doença mais 386 pessoas e, assim, no total já são 46.676 os casos recuperados.

Neste momento, há 22.549 casos ativos em Portugal.

Consulte aqui o boletim na íntegra.