Cultura

Filmes portugueses marcam presença em festivais internacionais

"Vitalina Varela", "Noite Perpétua", "Desterro", "Gaza mon amour" e "Altotting" têm mão portuguesa e vão estar presentes em dois festivais de cinema para além fronteiras. 

São no total 5 os filmes com mão portuguesa que vão estar presentes nos Festivais de Cinema de Gent, na Bélgica, e de Valladolid, em Espanha, já no próximo mês de outubro. No 47º Festival de Cinema de Gent vão estar os filmes “Vitalina Varela”, “Noite Perpétua” e “Desterro”.

O primeiro é um filme de Pedro Costa que já foi exibido em mais de 50 mostras internacionais. Conta a história de uma mulher cabo-verdiana que viveu grande parte da sua vida à espera de ir ter com o marido, Joaquim, emigrante em Portugal. Depois de saber que ele, a mulher que dá nome ao filme, morreu chegou a Portugal 3 dias depois do funeral. O filme foi já exibido no Festival de Cinema de Locarno, na Suíça, em 2019, e deu a Pedro Costa um Leopardo de Ouro.

O filme “Noite Perpétua”, de Pedro Peralta, está na competição de curtas-metragens. A película conta a história verídica de Matilde Morillo Sanchez que aconteceu em Espanha em 1939. Era mulher de um republicano e foi abordada à porta de sua casa por dois guardas para “dar um passeio”. Quando percebeu que iria ser executada, a mulher pede para amamentar a filha recém-nascida antes de sair de casa. O corpo de Matilde nunca foi encontrado, sendo ela uma dos milhares de vítimas de repressão da ditadura franquista.

O filme “Desterro” não vai estar em competição mas será também apresentado no festival belga. É uma ficção da realizadora brasileira Maria Clara Escobar, coproduzida pela Terratreme. Na sinopse pode ler-se que o filme dá voz a várias mulheres que contam as suas histórias sobre "a perda, a morte e a luta por ser".

O Festival de Cinema de Valladolid realizará a sua 65ª edição a partir de 24 de outubro. Entre a sua seleção está o filme “Gaza mon amour”, realizado pelos gémeos palestinianos Tarzan e Arab Nasser, coproduzido pela Ukbar Filmes e filmado parcialmente no Algarve. “Gaza mon amour” já foi exibido em Veneza e premiado em Torando e inspira-se na história verídica que acontecem em Gaza, em 2014, quando um pescador encontrou no mar uma estátua de Apolo.

O outro filme com um toque português a estar selecionado para o festival espanhol é “Altotting”. A curta-metragem de animação tem realização do alemão Anddreas Hykade, coproduzido por Abi Feijó e com a portuguesa Regina Pessoa no design gráfico.