Sociedade

Marta Temido confessa estar "muito cansada" mas assume que desistir "seria uma cobardia"

A ministra da Saúde mostrou-se confiante sobre a descoberta de uma vacina contra a covid-19 em 2021.

A ministra da Saúde, Marta Temido, esteve, esta terça-feira, no programa Dia de Cristina e confessou estar "muito cansada" mas diz que desistir não é uma opção. "Não posso, seria uma cobardia", sublinha a governante. Por outro lado, Marta Temido disse estar "disponível para ir embora quando os portugueses entenderem que é o momento". 

Questionada por Cristina Ferreira sobre a evolução do novo coronavírus em Portugal e como será a vida dos portugueses nos próximos seis meses, a ministra admite que vão ser meses "muito difíceis e exigentes para todos nós" mas diz estar confiante sobre a descoberta de uma vacina contra a doença em 2021, "na qual os europeus estão a investir". 

Marta Temido apelou ainda à responsabilidade individual e ao cumprimento das normas das autoridades de saúde para impedir a propagação da covid-19. "Está nas mãos de cada um de nós. [É preciso] separarmo-nos até nos podermos abraçar outra vez]", disse a ministra. "Temos de nos manter confiantes. Temos de resistir e, quando tivermos vontade de nos abraçar, temos de olhar para os olhos", acrescentou ainda a responsável.