Sociedade

Homem viveu mais de um mês escondido em armário de menor para terem relações sexuais

Suspeito, de 36 anos, foi apanhado pelos pais da rapariga.

Um homem foi detido, nos Estados Unidos, depois de a polícia descobrir que este viveu mais de um mês no armário de uma rapariga de 15 anos.

De acordo com a imprensa norte-americana, foram os pais da jovem que descobriram que o suspeito, identificado com Jonathan Rossmoine, de 36 anos, estava na sua casa depois de ouvirem ruídos vindos do quarto da filha. O suspeito e a jovem tinham-se conhecido na Internet, há já alguns anos.

Na altura, a rapariga teria dito ao suspeito que tinha 18 anos. No entanto, quando se conheceram pessoalmente, a jovem confessou a sua verdadeira idade, mas isso não impediu o relacionamento.

Por diversas ocasiões, o suspeito deslocou-se do estado de Luisiana, onde morava, até à Flórida, onde a jovem vivia, para terem relações sexuais. Juntos acabaram por elaborar um plano para que o homem permanecesse na Flórida, ao invés de estar constantemente em viagem.

“Ele e a jovem tiveram a ideia de que ele poderia ficar no quarto dela se se escondesse no armário sempre que os pais chegassem”, disse o detetive do gabinete do xerife do condado de Hernando, Tom Cameron.

 “Mantinham a porta do quarto fechada e trancada e sempre que alguém batia à porta dava-lhe a oportunidade de correr e do homem se esconder no armário”, acrescentou.

Durante a viagem mais recente, Jonathan Rossmoine esteve na casa jovem durante cinco semanas e tiveram relações sexuais inúmeras vezes.

A polícia diz ainda que a adolescente chamou o suspeito de namorado.

O homem encontra-se preso e enfrenta várias acusações, nomeadamente por viajar para se encontrar com uma menor para fins sexuais.