Economia

Humberto Pedrosa deixa administração da TAP

David Pedrosa também sai da administração da companhia aérea. 

Humberto Pedrosa, líder da Barraqueiro e acionista privado da TAP, renunciou ao cargo de presidente do conselho de administração da TAP S.A, tal como o seu filho David Pedrosa, ao cargo de vogal. 

"O Senhor Comendador Humberto Manuel dos Santos Pedrosa e o Senhor David Humberto Canas Pedrosa apresentaram, no dia 30 de setembro de 2020, a sua renúncia aos cargos de administração exercidos na TAP – Transportes Aéreos Portugueses, SGPS, S.A. ("TAP, SGPS"), na TAP – respetivamente como Presidente e Vogal – e nas demais sociedades do Grupo TAP onde exercem funções de administração", lê-se num comunicado enviado pela companhia aérea à CMVM.

"O motivo das renúncias prende-se com eventuais implicações, em avaliação, nas atividades desenvolvidas pelo Grupo Barraqueiro, da prevista reorganização da participação acionista na TAP, SGPS do Estado Português. O Senhor David Humberto Canas Pedrosa continuará a colaborar com a TAP, em concreto no processo de reestruturação, mantendo o Grupo Barraqueiro o seu compromisso com o Grupo TAP enquanto seu acionista de referência", explica a transportadora.

Face a estas renúncias, José Manuel Silva Rodrigues e Alexandra Reis foram eleitos para as funções de vogal do conselho de administração da TAP.  Alexandra Reis assumirá também a função de vogal da Comissão Executiva da TAP.

"Relativamente à TAP, SGPS e às sociedades por esta maioritariamente participadas, o Senhor Comendador Humberto Manuel dos Santos Pedrosa e o Senhor David Humberto Canas Pedrosa foram também substituídos, respetivamente, pelo Senhor José Manuel Silva Rodrigues e pela Senhora Alexandra Margarida Vieira Reis", acrescenta a mesma nota.