Sociedade

Autoridades procuram migrantes que fugiram de quartel em Tavira

Migrantes de nacionalidade marroquina estavam à guarda da PSP e do SEF.

Um grupo de migrantes ilegais está a ser procurado pelas autoridades, depois de se colocar em fuga do quartel do exército de Tavira, no Algarve, na madrugada desta quinta-feira. A notícia foi avançada pela RTP e, entretanto, confirmada pelo Serviço de estrangeiros e Fronteiras (SEF).

Em fuga colocaram-se 17 migrantes, que faziam parte de um grupo proveniente de Marrocos que chegou ao Algarve em setembro. O grupo conseguiu remover os acrílicos das janelas e iniciou a fuga.

Dois dos migrantes já foram detidos pelas autoridades. 

Segundo o SEF, os migrantes estavam em quarentena, depois de dois deles terem acusado positivo para a covid-19.

Notícia atualizada pelas 11h35.