Sociedade

Migrantes que fugiram de quartel em Tavira estavam em quarentena, depois de dois testarem positivo para a covid-19

Dois deles já foram localizados.

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) confirmou a fuga, durante a madrugada desta quinta-feira, de 17 dos 24 migrantes que estavam no quartel de Tavira, no Algarve. Os migrantes estavam em quarentena, depois de dois deles terem acusado positivo para a covid-19.

"Foram já acionados no terreno todos os mecanismos necessários para localizar os cidadãos em causa, em articulação com os restantes órgãos de polícia criminal nacionais e espanhóis", informa o SEF em comunicado.

De acordo com o SEF, dos 17 migrantes que fugiram, dois já foram localizados pelas autoridades. Um dos migrantes foi transportado para o Hospital de Faro, depois de se ter ferido num pé durante a fuga. O outro encontra-se nas instalações da PSP de Tavira.

Os migrantes fazem parte do grupo de 28 cidadãos de nacionalidade marroquina que chegou ao Algarve a 15 de setembro.