Economia

SURE. Comissão Europeia vai emitir obrigações até 100 mil milhões

Este anúncio vem no seguimento da aprovação pelo Conselho da concessão de apoio financeiro a 16 Estados-Membros, no âmbito do instrumento SURE para ajudar a proteger o emprego e as pessoas no mercado de trabalho.

A Comissão Europeia vai emitir obrigações SURE da União Europeia no montante máximo de 100 mil milhões de euros como obrigações sociais, anunciou o executivo comunitário.

Este anúncio vem no seguimento da aprovação pelo Conselho da concessão de apoio financeiro a 16 Estados-Membros, no âmbito do instrumento SURE para ajudar a proteger o emprego e as pessoas no mercado de trabalho.

"Para o efeito, a Comissão adotou um quadro de obrigações sociais avaliado de modo independente. Este quadro destina-se a proporcionar aos investidores nessas obrigações a confiança de que os fundos mobilizados irão servir um objetivo verdadeiramente social", refere a Comissão, em comunicado. 

"Estamos não só a investir milhares de milhões de euros para salvar postos de trabalho na Europa e reduzir o impacto social da pandemia de coronavírus, mas também estamos a fazê-lo através da emissão de obrigações sociais. Desta forma, os investidores poderão contribuir para os nossos esforços e um montante máximo de 100 mil milhões de euros irá contribuir para manter as pessoas no mercado de trabalho nos nossos Estados-Membros", referiu a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, citada no mesmo comunicado.

A Comissão Europeia apresentou uma proposta ao Conselho Europeu que prevê o apoio financeiro de 5,9 mil milhões de euros a Portugal, no âmbito do instrumento europeu de apoio temporário para atenuar os riscos de desemprego numa situação de emergência, o SURE.