Desporto

Ronaldo arrisca castigo por furar bolha da Juventus e jogar pela seleção

Notícia chega no mesmo dia em que o internacional português celebra o 18º aniversário do seu primeiro golo.

Cristiano Ronaldo e outros colegas da Juventus, como Dybala, Cuadrado, Betancur e Danilo, correm o risco de serem castigados pela Serie A, depois de uma denúncia feita pelas autoridades de saúde regionais. Tudo porque, depois de dois funcionários do clube estarem infetados com covid-19, todos os jogadores, mesmo aqueles que testaram negativo, ficaram obrigados a cumprir isolamento – ninguém podia contactar com pessoas do exterior. Mas, como é sabido, Cristiano Ronaldo está entre a lista de convocados para o jogo de Portugal contra Espanha já esta noite no Estádio José de Alvalade.

Na Liga italiana, o Nápoles, que registou dois casos positivos no plantel, não foi a Turim no domingo para defrontar a Juventus e, assim, sofreram uma derrota por falta de comparência, pois as autoridades não permitiram que nenhum elemento da equipa saísse da cidade. Por exemplo, Mário Rui, jogador do Nápoles, foi convocado por Fernando Santos para os jogos contra Espanha, França e Suécia, mas por não ter autorização do clube teve de ceder a vaga a Sequeira.

No caso da Juventus, como os resultados dos testes do plantel só serão conhecidos entre hoje e amanhã, os jogadores só poderiam sair de Turim depois de saber se testaram positivo ou negativo. O clube italiano defende que, como os casos positivos dizem respeito a funcionários e não a jogadores, perante as convocatórias das seleções, os jogadores poderiam viajar para fora do país, mas se alguma sanção for aplicada, não deve passar de uma multa.

A notícia de que Ronaldo poderá ser castigado chega no dia em que o craque português celebra 18 anos desde o seu primeiro golo como sénior, no Sporting, num jogo frente ao Moreirense, que acabou por perder 1-0. Desde então, CR7 já marcou mais de 700 golos oficiais.