Politica

Número de novos casos não são uma surpresa para o Governo: "São os que tínhamos previsto"

A ministra afirma que o "país dificilmente pode viver com o cenário de confinamento total e generalizado" novamente. 

A ministra de Estado e da Presidência, Mariana Vieira da Silva, afirmou, esta quinta-feira, no dia em que o país registou mais de mil novos casos diários de infeção por covid-19, que os números atuais não são uma surpresa. “Os números que estamos a conhecer neste momento são os que tínhamos previsto que acontecessem e é nesse quadro de avaliação da evolução da pandemia que na próxima semana tomaremos decisões”, detalhou a ministra que não antecipou qualquer medida.

Mariana Vieira da Silva garante que irão ser tomadas as "medidas necessárias para cada momento", no entanto, diz que  "nunca" serão tomadas medidas que não sejam consideradas necessárias pelo Executivo, após o Conselho de Ministros. 

A governante sublinha ainda que o Governo tem "sempre a possibilidade de recuar" nas suas decisões e que "a disponibilidade de revisão das medidas é total", notou, salientando, porém, que o "país dificilmente pode viver com o cenário de confinamento total e generalizado" novamente.