Sociedade

Acidentes com condutores alcoolizados resultam em mais de 20% do número de mortes

Dados divulgados pela Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR) referentes ao período entre 2010 e 2019.

Os acidentes na estrada em que o condutor se apresentava alcoolizado resultaram em "mais de um quinto (20,9%) do número global de mortes" nas estradas, entre 2010 e 2019, de acordo com os dados divulgados pela Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR).

No mesmo período, a percentagem de infratores com uma taxa de álcool no sangue igual ou superior a 1,2g/l aumentou em 11,1%, apesar de se ter registado "uma diminuição de 50% no número de condutores fiscalizados com taxa de álcool no sangue igual ou superior a 0,50g/l".

No que toca a ações de fiscalização por parte das entidades de segurança, o número aumentou de forma significativa, verificando-se mais 61,6% destas operações e "uma diminuição de 20,9% no número de infratores".

Além disso, "os condutores com idade igual ou superior a 50 anos e os jovens de 21 a 29 anos (ambos com 2,0%)" são aqueles que apresentam a maior taxa de infração no ano passado.