Sociedade

Usavam jato para transportar droga a partir da América Latina. Portugal era porta de entrada para a Europa

Dois portugueses entre os detidos. 

A Polícia Judiciária (PJ) desencadeou nos últimos dias, através da Unidade Nacional de Combate ao Tráfico de Estupefacientes, a operação “White-wing”, na sequência de uma investigação à introdução de cocaína no continente europeu, através de território nacional, com recurso a voos privados. Da operação resultaram cinco detenções.

Num comunicado emitido esta segunda-feira, a autoridade revela que os detidos, cinco homens, dois portugueses e três estrangeiros, com idades entre os 26 e os 44 anos, são suspeitos de integrarem uma organização criminosa transnacional, dedicada ao tráfico ilícito de estupefacientes.

“Foi apreendida elevada quantidade de cocaína que, caso chegasse aos circuitos ilícitos de distribuição, seria suficiente para a composição de, pelo menos, 1.750.000 (um milhão setecentas e cinquenta mil) doses individuais, daquele estupefaciente”, revela a PJ.

“Procedeu-se ainda à apreensão de uma aeronave, um jato bimotor, que foi utilizada no transporte da droga a partir da América Latina, tratando-se da primeira operação policial que, no nosso país, levou à apreensão de uma aeronave deste tipo”, acrescenta.

Presentes às autoridades judiciárias competentes, a três dos arguidos foi aplicada a medida de coação de prisão preventiva, ficando os restantes dois, sujeitos a apresentações periódicas.