Sociedade

Número de mortes por covid-19 na Misericórdia de Bragança sobe para 10

Existem no total 153 infetados na Santa Casa da Misericórdia de Bragança.

Subiu para 10 o número de mortes provocadas por coronavírus na Santa Casa da Misericórdia de Bragança, com o óbito de um utente de 90 anos que estava internado, anunciou esta segunda-feira a instituição.

O surto na Misericórdia de Bragança, a maior instituição social do Nordeste Transmontano, contabiliza um quarto do total de mortes associadas ao novo coronavírus no distrito – já morreram 40 pessoas com covid-19 em Bragança desde o início da pandemia.

A instituição fornece vários apoios sociais àquela zona, como unidade de cuidados continuados, estruturas residenciais para idosos, escola e centro de educação especial e infantários, mas, segundo a direção, o surto de coronavírus apenas diz relação aos lares de idosos.

O utente mais novo que morreu com covid-19 tinha 78 anos e os mais velhos 95 anos, sendo que a média de idades dos utentes que faleceram é de 90 anos.

Existem, no total, 153 infetados na Santa Casa da Misericórdia de Bragança – 46 funcionários e 107 idosos, destes cinco estão internados no hospital de Bragança, disse esta segunda-feira o porta-voz e membro da direção, José Fernandes

A instituição social continua a receber resultados de testes, incluindo dos segundos feitos por utentes que deram negativo no primeiro e agora testaram positivo para a infeção.

Por causa da quantidade de funcionários em isolamento profilático ou quarentena, a Cruz Vermelha Portuguesa já respondeu com reforços – uma enfermeira e três auxiliares a trabalhar de forma contínua. Também foi cedida uma equipa de dois médicos, dois enfermeiros e um auxiliar pela Unidade Local de Saúde (ULS) do Nordeste. A Misericórdia de Bragança vai ainda recrutar cinco enfermeiros e seis auxiliares, anunciou José Fernandes.