António Costa: "Não há recuo em nenhum dos progressos alcançados"

Primeiro-ministro mostra, no Twitter, momento em que assina proposta de Orçamento do Estado para 2021. E garante: não alteramos o rumo que começámos em novembro de 2015. Não há recuos em nenhum dos progressos alcançados desde então". É uma mensagem para os parceiros de esquerda. Veja aqui o documento na íntegra.

O primeiro-ministro decidiu partilhar o momento em que assinou a proposta de Orçamento do Estado para 2021 na rede social Twitter. António Costa deixou duas mensagens a pensar na esquerda numa altura de tensão com um dos parceiros da anterior legislatura; o Bloco de Esquerda. 

Primeiro, Costa lembrou que o seu governo não alterrou o rumo definido há cinco anos quando assinou acordos bilaterais com o PCP, BE e PEV: "Não alteramos o rumo que começámos em novembro de 2015. Não há recuos em nenhum dos progressos alcançados desde então". E depois, assegurou:"Este é um Orçamento que combate a pandemia, protege as pessoas e apoia a economia e o emprego". A mensagem na mesma frase escrita pelo chefe de governo terá presente o momento difícil para o PS garantir a aprovação do orçamento para 2021.Mais à frente partilhou um vídeo a lembrar que este é um tempo de exceção, "mas este Orçamento do Estado para 2021 está à altura do desafio que enfrentamos".

O orçamento do Estado vai a votos em dois momentos: a 27 e 28 de outubro e em novembro, no dia 26.

Consulte o boletim na íntegra