Economia

OE2021. Famílias ajudam financiamento do Estado com 973 milhões de euros

Conseguidos com certificados do Tesouro.

As poupanças das famílias no próximo ano vão ajudar o financiamento do Estado. No Orçamento para o próximo ano é apontado para um saldo de 973 milhões de euros conseguidos através de certificados do Tesouro.

No que diz respeito aos Certificados do Tesouro (CT), o Governo quer emitir 4.955 milhões para o ano, com as amortizações a situarem-se em 4.129 milhões. Já em Certificados de Aforro, espera captar 781 milhões mas terá de devolver 634 milhões aos investidores.

“A expectativa de subscrições líquidas de produtos de aforro foi revista em alta (para 868 milhões de euros), mediante o comportamento observado ao longo de 2020″, lê-se na proposta, onde o Governo espera que “o contributo anual dos instrumentos de aforro se mantenha relevante, podendo alcançar um valor próximo de 973 milhões de euros”.