Economia

Queda no setor do turismo desacelera em agosto

A recuperação registada em agosto, face ao mês anterior, não evita, porém, a queda de 43,2% nos hóspedes e de 47,1% nas dormidas, quando comparados com os dados de agosto de 2019.

O Instituto Nacional de Estatística (INE) confirmou esta quinta-feira a recuperação da atividade turística em agosto, apesar da queda de 43,2% nos hóspedes e de 47,1% nas dormidas face ao mesmo período do ano passado.

Os valores relativos à atividade turística de agosto estão em linha com os avançados no início do mês, na estimativa rápida, apenas com uma ligeira diferença relativa à redução nas dormidas (uma vez que a estimativa inicial apontava para uma queda de 47,2% neste indicador). Estes dados, porém, representam uma recuperação da atividade do setor, fortemente impactado pela pandemia de covid-19, depois das descidas registadas em julho de 63,8% nos hóspedes e 67,8% nas dormidas.

O setor do alojamento turístico – hotelaria, alojamento local com dez ou mais camas e turismo no espaço rural/de habitação – registou, assim, 1,9 milhões de hóspedes e 5,1 milhões de dormidas em agosto, segundo divulgou o INE.