Internacional

Fauci critica estratégia de imunidade de grupo ponderada por Trump: "Levará a mais hospitalizações e mortes"

O Governo de Trump apresentou uma declaração de um grupo de cientistas especialistas em imunologia, esta semana, onde estes se mostraram a favor desta estratégia.

O epidemiologista Anthony Fauci reagiu, esta quinta-feira, à possibilidade de os Estados Unidos mudarem de estratégia de combate à covid-19 para a imunidade de grupo e criticou a ideia. "É um disparate total", apontou o principal consultor da Casa Branca no combate à pandemia de covid-19.

A imunidade de grupo contra o novo vírus é quando um grande número de pessoas - pelo menos 70% da população mundial - foi infetada com a doença e já desenvolveu anticorpos, o que impede o surgimento de novos surtos de covid-19.  O Governo de Trump apresentou uma declaração de um grupo de cientistas especialistas em imunologia, esta semana, onde estes se mostraram a favor desta estratégia.

"Se conversarem com alguém que tenha alguma experiência em epidemiologia e doenças infecciosas, eles dirão que isso é muito arriscado e que acabarão com mutos mais contágios em pessoas vulneráveis, o que levará a mais hospitalizações e mortes", disse Fauci, durante uma entrevista televisiva. 

"Eu acho que basta olharmos para os números e perceber que isso é um absurdo", explicou, referindo-se ao facto de os EUA serem o país mais afetado pela pandemia, onde cerca de oito milhões de pessoas foram infetadas e 217 mil pessoas morreram.