Sociedade

Homem que violou confinamento obrigatório constituído arguido em Aveiro

A violação do confinamento obrigatório constitui crime de desobediência.

A GNR deteve, esta quinta-feira, um homem de 48 anos que violou o confinamento obrigatório a que estava sujeito no âmbito da pandemia de covid-19, no concelho de Oliveira de Azeméis, distrito de Aveiro. 

A autoridade estava a realizar uma operação de policiamento para a verificação do dever de confinamento obrigatório e quando se deslocou à habitação do arguido verificaram que este se tinha ausentado, segundo uma nota da GNR enviada às redações. "Após ter sido localizado o infrator, foi possível perceber que este se teria ausentado por iniciativa própria, tendo-lhe sido determinado o regresso a casa e, consequentemente, detido", refere o mesmo comunicado. 

A GNR aproveitou a situação para relembrar que a violação do confinamento obrigatório constitui crime de desobediência. O homem foi constituído arguido e os factos foram remetidos ao Tribunal Judicial de Oliveira de Azeméis.