Sociedade

Covid-19. Mais casos acima dos 80 anos, o grupo de maior risco

Os jovens estão a registar a maioria dos novos casos, mas a incidência nos octogenários está de novo a subir.

São os jovens, em idade ativa, que estão a explicar a maioria dos novos casos de covid-19, mas nos últimos dias o contágio entre idosos voltou a subir de forma expressiva. Analisando os dados disponibilizados pela Direção Geral de Saúde, desde segunda-feira foram reportados 1212 casos em idosos com mais de 70 anos, o grupo com maior risco. O aumento dos casos na população mais velha faz prever um aumento da mortalidade associada à doença, numa altura em que já se tem assistido a um aumento progressivo do número de óbitos. O contágio entre idosos tem vindo a subir desde o início de setembro, superando em todas as semanas o balanço da anterior.

Na semana passada, completa, registaram-se 908 casos neste grupo etário, o que já foi o número mais elevado desde o pico da epidemia. Nos últimos dias foram assim mais 300 casos neste grupo etário, faltando contabilizar os casos que serão reportados este sábado e domingo para um balanço final da semana.

No início da epidemia, os idosos chegaram a representar um quinto dos casos de covid-19. Nas últimas semanas, a transmissão foi acontecendo sobretudo entre jovens, mas tem vindo a chegar a cada vez mais idosos. Até ontem os octogenários representavam esta semana 7,3% dos casos diagnosticados no país, mas num momento em que a epidemia bate recordes de casos diários, o aumento desta percentagem, que já rondou os 5%, significa um universo cada vez maior de pessoas.

Comparando a última semana com esta, com a ressalva que faltam os dados do fim de semana, percebe-se mesmo que foi no grupo etário dos maiores de 80 que houve uma maior subida de casos em termos absolutos, mais 46% do que na semana passada. Na última semana, a maior subida foi no grupo dos 20 anos. 

As infeções continuam de resto a aumentar em todos os grupos etários, como tem acontecido nas últimas semanas. A segunda maior subida nos últimos dias verifica-se no grupo etário dos 20 anos, que continua a registar o maior número de contágios. Só esta semana foram 1800 novos em jovens entre os 20 e os 29 anos, um aumento de 27% face ao balanço final da semana passada.