Sociedade

Hospital Amadora-Sintra constrói nova UCI

Unidade deverá abrir já em dezembro.

O Hospital Fernando da Fonseca (Amadora-Sintra) vai construir uma nova Unidade de Cuidados Intensivos de nível II (UCI II), avançou o presidente do Conselho de Administração do hospital, Marco Ferreira, à agência Lusa.

A obra, que estava prevista para 2021, deverá arrancar já esta segunda-feira, e tem o objetivo de reforçar a resposta da unidade hospitalar em contexto de pandemia. Está orçada em 801.900 euros e em dezembro deverá entrar em funcionamento.

De acordo com a agencia noticiosa, a nova UCI representa um aumento de 15 camas face às quatro existentes atualmente neste nível II. A equipa médica irá resultar de uma reorganização da equipa do Serviço de Medicina Intensiva e da contratação de médicos intensivistas, enfermeiros e assistentes operacionais.

"É uma obra estruturante para o Hospital Professor Doutor Fernando da Fonseca e com um impacto transversal em toda a instituição e na qualidade dos cuidados que prestamos", adiantou Marco Ferreira em declarações à Lusa, que destaca que a obra será realizada num "período bastante curto".

"O objetivo é começar desde já a dar resposta ao aumento de necessidade que é previsível não só pelo inverno, como pela situação de pandemia por covid-19", frisou. "O HFF é dos hospitais da região de Lisboa e Vale do Tejo com o maior número de doentes covid-19 internados desde o início da pandemia" e a criação da UCI vai "aliviar a pressão sobre a Medicina Intensiva da instituição, estando previstos, a muito breve prazo, novos investimentos no reforço da resposta do hospital", acrescentou.

Esta nova UCI será construída na área que atualmente é ocupada pela Unidade de Cirurgia Ambulatória, próxima do Serviço de Medicina Intensiva, urgência geral e bloco operatório, e inclui um posto de enfermagem e de vigilância centralizado.