Tecnologia

Morreu o presidente da Samsung

Lee-Kun hee morreu aos 78 anos "com a família ao seu lado".

Morreu este domingo o presidente da Samsung Electronics, Lee Kun-hee, com 78 anos, anunciou a empresa em comunicado. “O seu legado será eterno”, pode ler-se.

“É com grande tristeza que anunciamos a morte de Lee Kun-hee, presidente da Samsung Electronics”, diz o comunicado.

Lee Kun-hee estava acamado desde 2014, ano em que teve um ataque cardíaco. Desde então, tem sido o filho Lee Jae-yong que tem estado à frente do grupo sul-coreano.

“O presidente Lee faleceu em 25 de outubro com a sua família, incluindo o vice-presidente Jay Y. Lee, ao seu lado”, acrescenta a nota.

A Samsung produz cerca de um quinto do total das exportações da Coreia do Sul e representa um quinto do Produto Interno Bruto do País, o que faz com que seja o maior conglomerado sul-coreano.

“O presidente Lee foi um verdadeiro visionário que transformou a Samsung ao tornar uma empresa local líder mundial em inovação e poder industrial”, disse o grupo.

Lee Kun-hee era o terceiro filho do fundador do Samsung Group Lee Byung-chull. Ele e a família constam da lista da Forbes das pessoas mais ricas do mundo.

Em 1996, Lee foi condenado por corrupção e evasão fiscal em 2008, mas conseguiu escapar da prisão e recebeu pena suspensa. Já o filho que o sucedeu, também foi condenado a cinco anos de prisão em 2017 por corrupção e por outros crimes relacionados com o ex-presidente Park Geun-hye. Leee-Jay-yong pediu recurso e foi absolvido das acusações mais graves e saiu da prisão um ano depois. No entanto, este processo ainda está a decorrer.