Vinagrete

A inutilidade do BE

Não digo que António Costa, com a sua arrogância mais recente, não merecesse uma coisa destas, como a feita pelo BE ao OE para 2021.

 Mas a verdade é que tanto tacticismo, por parte do BE, não se compreende. O lógico é que acabe, ou tenda para isso, se mantiver a actual direcção.

Até o PCP já entrou no bom caminho, e negociou o que este OE tiver à esquerda do PS. Apesar de difícil de compreender, vejo que o BE não foi uma das primeiras opções de aliança dod socialistas açorianos. E compreende-se: um partido tão tacticista, que não compreende a sua posição eleitoral, não merece a menor confiança, nem de outros partidos, nem de eleitores.

Por muito que alguns jornalistas ‘amigos’ (supostamente como tal) lhe queiram dar razão, arrasando nisto o PS. Ainda por cima, pelo que veio a público, com informações dadas pelas duas partes e tendo em conta a época dispendiosa da pandemia, não se notam verdadeiros motivos de discórdia.