Sociedade

António Costa reage à aprovação do OE2021: "foi dado um passo muito importante para o país"

Primeiro-ministro diz que próximo passo é "entrar na fase da especialidade" e " trabalhar para acolher propostas que sejam razoáveis e possíveis"

António Costa já reagiu à aprovação do Orçamento do Estado (OE) para 2021, que foi aprovado, esta quarta-feira, na Assembleia da República. O primeiro-ministro considerou, em declarações aos jornalistas, que se trata de “um passo muito importante para o país”.

“Hoje foi dado um passo muito importante para o país poder ter um bom Orçamento do Estado, que permita responder à crise, reforçando o nosso SNS, que permita proteger todos, sem deixar ninguém para trás e apoiar a recuperação económica e do emprego”, afirmou à saída do Parlamento.

O primeiro-ministro falou já sobre quais são os próximos passos a dar. “Agora vamos entrar na fase da especialidade e vamos trabalhar para acolher propostas que sejam razoáveis e possíveis”, explicou.

Os jornalistas aproveitaram ainda para perguntar ao primeiro-ministro se na reunião extraordinária do Conselho de Ministros, anunciada hoje e agendada para sábado, estaria em cima da mesa a hipótese de o país passar de Estado de Calamidade para Estado de Emergência, ao que António Costa preferiu não responder, limitando-se apenas a confirmar a realização da reunião.

Recorde-se que o Orçamento do Estado para 2021 foi aprovado na generalidade com o voto favorável do PS, as abstenções do PCP, PAN, PEV e das deputadas Joacine Katar Moreira e Cristina Rodrigues. Contra o diploma estiveram o PSD, BE, CDS-PP e os deputados únicos do Chega, André Ventura, e da Iniciativa Liberal, João Cotrim de Figueiredo.