Economia

Confiança dos consumidores portugueses recuperou em outubro

Os dados do INE confirmam "perfil de recuperação iniciado em julho", mas esclarece que indicadores "se situam significativamente abaixo dos níveis pré-pandemia".


“Em outubro, o indicador de confiança dos consumidores aumentou, retomando o perfil de recuperação iniciado em julho, mas situando-se ainda significativamente abaixo dos níveis pré-pandemia”, divulgou esta quinta-feira o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Segundo o gabinete estatístico nacional, “a evolução do último mês resultou do contributo positivo de todas as componentes: perspetivas sobre a evolução futura da situação económica do país, da situação financeira do agregado familiar, da realização de compras importantes, e opiniões relativas à evolução passada da situação financeira do agregado familiar”

Já o indicador de clima económico continuou a aumentar, de forma “mais moderada nos últimos dois meses”. “Em outubro, os indicadores de confiança aumentaram na Construção e Obras Públicas, no Comércio e nos Serviços, tendo estabilizado na Indústria Transformadora”, adianta o INE.

O gabinete estatístico refere que “os períodos de recolha de informação decorreram entre 1 a 16 de outubro, no caso do inquérito aos consumidores, e entre 1 a 23 de outubro no caso dos inquéritos às empresas”.