Economia

Shell: prejuízos de 15 mil milhões de euros

A pretrolífera tinah tido um lucro de 14 878 milhões de dólares (12 658 milhões de euros) no mesmo período do ano passado. As receitas, no período em análise, atingiram os 136 554 milhões de dólares (116 180 milhões de euros), uma quebra de 47,6%.

A Shell teve um prejuízo de 17 666 milhões de dólares (15 030 milhões de euros) até setembro, contra um lucro de 14 878 milhões de dólares (12 658 milhões de euros) no mesmo período do ano passado.

As receitas, no período em análise, atingiram os 136 554 milhões de dólares (116 180 milhões de euros), menos 47,6% face idêntico período do ano passado, refere a multinacional em comunicado.

Em comunicado enviado à Bolsa de Valores de Londres, a Shell explicou que os prejuízo refletem a queda dos preços do petróleo e a quebra da procura devido à pandemia de covid-19, que afetou principalmente o setor de aviação civil.

A petrolífera indicou também que até setembro contabilizou um prejuízo antes de impostos de 22 842 milhões de dólares (19 433 milhões de euros), contra um lucro bruto de 22.695 milhões de euros de dólares (19 308 milhões de euros) nos primeiros nove meses do ano passado.

As despesas totais da Shell atingiram os 161 009 milhões de dólares (136 986 milhões de euros), menos 34,1% em termos homólogos. O dividendo anunciado pela Shell no terceiro trimestre foi de 16,65 dólares (14,1 centavos)