Sociedade

Governo volta atrás e deixa decisão sobre realização de feiras e mercados às autarquias

Proibição destes eventos tinha sido decidida no sábado.

O Governo recuou e vai admitir a realização de feiras e mercados de levante nos concelhos de maior risco, desde que estas sejam autorizadas pelas autarquias e cumpram as normas de segurança decretadas pela Direção-Geral da Saúde (DGS). A notícia foi avançada pela SIC, e entretanto confirmada por fonte do Executivo de António Costa ao Jornal de Notícias e ao Público.

Segundo fonte do Governo, citada pelo Público, a “regra é proibição das feiras e mercados de levante, salvo autorização” do presidente da autarquia. Têm ainda de estar “verificadas as condições de segurança e o cumprimento das orientações definidas pela Direção-Geral da Saúde”.

Recorde que, este sábado, o Conselho de Ministros decidiu proibir a realização de feiras e mercados de levante nos 121 concelhos de maior risco. A decisão do Governo foi alvo de forte contestação por parte dos comerciantes, levando à ameaça de protestos.