Sociedade

Portugal continua acima das 40 mortes diárias

Número de recuperados em 24 horas foi o maior de sempre e casos ativos diminuíram ao contrário do que tem acontecido. Por outro lado, nunca houve tantas camas de hospital ocupadas por doentes covid. Estão internadas 2.349 pessoas, 320 das quais em UCI.

Foram registados mais 2.596 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas, elevando para 149.443 o total de contágios, confirmados desde o início da pandemia. Os números traduzem uma descida nas infeções que têm ficado geralmente acima dos três mil, ou até dos quatro mil casos.

O boletim da DGS divulgado, esta terça-feira, dá também conta de mais 45 óbitos associados ao coronavírus, menos um do que ontem quando se registou um recorde. Assim, morreram, desde o início da pandemia, 2.635 infetados.

Dos 45 óbitos, 21 ocorreram na região Norte, 18 em Lisboa e Vale do Tejo, cinco no Centro e um no Alentejo.

Em relação aos novos casos de infeção, a região Norte continua a ser a região com maior número de casos - nas últimas 24 horas foram registados 1.547 casos - seguida de Lisboa e Vale do Tejo, onde foram registados 626 novos casos, da região Centro, que conta com mais 292 casos, do Alentejo com 57 e do Algarve com 47. A Madeira confirmou mais 19 diagnósticos de covid-19 e os Açores mais oito.

O número de internados continua a aumentar e a atingir novos recordes. Nas últimas 24 horas deram entrada nos hospitais nacionais mais 94 infetados, aumentando o número de camas ocupado devida à covid-19 para 2.349, das quais 320 estão em Unidades de Cuidados Intensivos, mais 26 do que ontem.

Por outro lado, o número de novos recuperados também bateu hoje um recorde, nas últimas 24 horas mais 3.295 pessoas deixaram de ter a doença. Atualmente, o total de recuperações é de 86.589.

Consulte o boletim na íntegra