Economia

ISEG revê queda do PIB entre os 8% e os 9% em 2020

Na síntese conjunta, divulgada esta terça-feira, o ISEG recorda que a última estimativa do INE) indica uma queda do PIB português de 8,2%, até ao terceiro trimestre do ano.

O ISEG revelou-se mais otimista quanto à evolução da economia portuguesa, estimando e aponta agora para que o PIB (Produto Interno Bruto) caia entre 8% e 9% em 2020 – quando a última estimativa apontava para uma queda entre 8% e 10%.

Na síntese conjunta, divulgada esta terça-feira, o ISEG recorda que a última estimativa do Instituto Nacional de Estatística (INE) indica uma queda do PIB português de 8,2%, até ao terceiro trimestre do ano – ficando abaixo da média da zona euro. Porém, o ISEG realça que, em outubro, no início do quarto trimestre, "os níveis de confiança melhoraram em Portugal e estabilizaram na Área Euro".

De acordo com os dados disponíveis “nos três trimestres do ano já decorridos”, o ISEG decidiu "rever ligeiramente a previsão final para a variação do PIB no corrente ano para o intervalo -9% a -8%". A síntese de conjuntura notou ainda que "este intervalo é compatível com uma variação em cadeia negativa até -5% para o PIB no quarto trimestre".