Opiniao

Um campeão no ciclismo mundial

João Almeida é uma inspiração.

Por João Barreiras Duarte
Gestor

Desde os tempos de Acácio Silva, português de Montalegre, vencedor de algumas etapas da volta à França, do giro em Itália e de outros países e não esquecendo o nosso Joaquim Agostinho, também com as suas vitórias em etapas na volta à França, desde esses tempos que não víamos um português singrar na alta roda do ciclismo internacional, ao mais alto nível, como João Almeida, de A-dos-Francos, concelho de Caldas da Rainha. 

Líder muitos dias consecutivos da volta a Itália, o Giro d’Itália, tem demonstrado que é um ciclista completo, com excelentes performances nas difíceis etapas de montanha, nos incertos e desafiantes contrarrelógios e também nas etapas decididas ao sprint final em pelotões de ciclistas em cima da meta. 

Para uns é uma surpresa. Para outros nem tanto. Antes uma confirmação, de um percurso sólido, de uma vida de dedicação, empenho, esforço e humidade para ser feliz a fazer o que mais gosta desde os 15 anos: competir no desporto que sempre o motivou e que sempre ambicionou praticar enquanto profissional. 

Natural de uma região Oeste onde o ciclismo é um desporto eclético e muito apreciado, João Almeida, já fez muito em tão pouco tempo por terras de Itália: colocou os holofotes sobre, não só a sua pessoa, mas sobre Portugal e em particular sobre a qualidade do ciclismo português, dentro e fora de portas portuguesas. 

Mas fez mais: mobilizou, como há muito não se via, os verdadeiros amantes do ciclismo nacional. E que os há. E são muitos. 

Saudosos de quando o ciclismo era desporto rei em Portugal. Punha o país inteiro, na rua, alegre, a assistir a um dos espetáculos mais mobilizadores do nosso povo. 
João Almeida é de uma geração do ciclismo nacional e de uma região saloia e do Oeste, onde o ciclismo nacional teve sempre grandes protagonistas e excelentes equipas. 

Já António Pedro Martins, um grande conhecedor do ciclismo português e que foi diretor do ciclismo do Bombarralense quando João Almeida esteve no clube, quando era júnior (já na altura foi campeão nacional e fazia parte de uma grande equipa de ciclistas que vai dar muito que falar no ciclismo nacional e internacional) e que conhece muito bem o perfil de João Almeida e que diz só por um grande azar ou um frio extremo, perderá a camisola rosa. 

Quem não se recorda, do Pinheiro de Loures, do Lousa, do Bombarralense e até do Águias de Alpiarça?

De Joaquim Agostinho, Joaquim Sousa Santos, Marco Chagas, Firmino Bernardino, João Duarte, Joaquim Gomes, Américo Silva, Nuno Ribeiro e muitos outros. 

É justo quando João Almeida, singra ‘fora de portas’, que se enalteça, que onde hoje existem Municípios como o das Caldas da Rainha (por sinal onde nasceu), a ver o ciclismo como uma modalidade a promover. 

A volta a Portugal em bicicleta continua a ter Caldas da Rainha e Bombarral como ponto de passagem obrigatória. 

João Almeida é uma inspiração!

Na geração do João Almeida como na geração de Cristiano Ronaldo, existem jovens muito bem formados e preparados, que atingem níveis de excelência porque se preparam e são acompanhados para atingirem os seus objetivos mais elevados.

Os clubes e os jovens mais novos em especial, que anonimamente fazem do ciclismo o desporto preferido daquela região de Portugal, muitas vezes sem apoios, formam campeões como João Almeida. 

João Almeida, o jovem de 22 anos, nasceu para o ciclismo!

Tem força, garra, frieza, empenho e inteligência. 

João Almeida tem uma grande determinação e supera-se a ele próprio. Com uma grande força psicológica em que o princípio do prazer se sobrepõe ao princípio da realidade. 

Não desiste e acredita. Luta dia após dia. 

Acredito que João Almeida acha que pode ganhar a volta a Itália. Eu e muitos portugueses acreditamos que o poderá conseguir pois já demonstrou, sem margem para dúvidas, que é um prodígio do ciclismo internacional, não é por acaso que tão cedo uma das maiores equipas internacionais o vieram buscar a Portugal. 

Nestes tempos difíceis de pandemia que vivemos, para o mundo, para a Europa e, em especial, para Portugal, João Almeida é o exemplo do homem que nos deve motivar e fazer acreditar que é possível entre mil dificuldades ultrapassarmos montanhas, ventos, tempestades de chuva e neve chegar ao fim de uma batalha vitoriosa depois de muita luta e trabalho. 

João Almeida: o que fizeste até já foi excelente! Bravo!

Portugal e os portugueses estão contigo!

Força campeão!!!