Economia

Mulheres trabalham “de graça” até ao fim do ano

Em Portugal, a diferença salarial entre homens e mulheres diminuiu 80 cêntimos em 2018 face a 2017 para 148,9 euros, fixando-se em 14,4%, segundo os últimos dados do Ministério do Trabalho.

No dia em que se assinala o dia europeu da igualdade salarial é revelado que as mulheres têm de trabalhar”de graça até ao final do ano” para alcançarem o mesmo salário que os homens.

Em Portugal, a diferença salarial entre homens e mulheres diminuiu 80 cêntimos em 2018 face a 2017 para 148,9 euros, fixando-se em 14,4%, segundo os últimos dados do Ministério do Trabalho.

A remuneração base média mensal registada foi de 1.034,9 euros para os homens, enquanto a das mulheres foi de 886 euros, uma diferença de 148,9 euros, menos 80 cêntimos do que em 2017.