Internacional

Jornalista mexicano assassinado quando se preparava para entrar em direto

O México é considerado um dos países mais perigosos para os jornalistas. 

O jornalista mexicano Israel Vázquez Rangel foi alvejado, esta segunda-feira, quando estava a fazer a cobertura do aparecimento de restos mortais humanos numa estrada na cidade de Salamanca, no Estado de Guanajuato, México, avançou a CNN. O profissional de 31 anos preparava-se para entrar em direto quando se deu o crime.  Vázquez Rangel, que trabalhava para o site de notícias El Salmantino, acabou por não resistir aos ferimentos e morreu no hospital. 

Até ao momento não foi anunciada nenhuma detenção relacionada com a morte do jornalista. O governador do Estado de Guanajuato, Diego Sinhue Rodríguez Vallejo, condenou o ataque nas redes sociais e mostrou-se solidário com os familiares de Vázquez Rangel.

Também o órgão de comunicação social para o qual Vázquez Rangel trabalhava lamentou a morte do profissional e disse que este foi vítima  de "um ataque covarde e atroz enquanto cumpria o seu honroso trabalho de jornalista". Só este ano, Israel Vázquez Rangel é o sétimo jornalista assassinado no México, segundo a AFP, um dos países considerado mais perigoso para os jornalistas.