Sociedade

Funcionário dos CTT terá roubado mais de 50 mil euros de interior de encomendas

Homem é suspeito dos crimes de peculato, falsificação de documentos e violação de correspondência

Um funcionário dos CTT que terá roubado 51.800 euros em dinheiro do interior de encomendas foi detido na ilha da Madeira. É suspeito dos crimes de peculato, falsificação de documentos e violação de correspondência.

Segundo a Polícia Judiciária, a detenção partiu de uma denúncia feita pelos próprios serviços de auditoria e inspeção dos CTT, pelo que foi dado o cumprimento de mandado emitido pelo Ministério Público – DIAP do Funchal.

Depois de realizadas as diligências, o dinheiro foi recuperado praticamente na totalidade. O funcionário, de 47 anos, vai ser presente às autoridades judiciárias em breve para a aplicação de medidas de coação.