Sociedade

Ministério Público abre inquérito para investigar surto de legionella no distrito do Porto

Surto já matou sete pessoas e há mais 67 casos diagnosticados, nos concelhos de Matosinhos, Vila do Conde e Póvoa de Varzim.

O Ministério Público (MP) anunciou, na quarta-feira, a abertura de um inquérito para investigar as causas do surto de legionella que afetou os concelhos de Matosinhos, Vila do Conde e Póvoa de Varzim, no distrito do Porto, tendo levado à morte de pelo menos sete pessoas.

“O Ministério Público no DIAP da Procuradoria da República do Porto instaurou inquérito destinado a investigar as causas do surto de legionella sucedido em concelhos do distrito do Porto, nomeadamente em Matosinhos, Vila do Conde e Póvoa de Varzim, tendo em conta as várias mortes já noticiadas como tendo nele a sua origem”, pode ler-se na página do organismo na internet.

O surto, cuja origem continua desconhecida, é responsável por mais 67 casos confirmados, dos quais sete pessoas morreram.