Internacional

Governo de Trump bloqueia mensagens de líderes mundiais para Biden

Trump continua a não reconhecer vitória de Biden e insiste nas acusações de fraude junto da Justiça norte-americana.

O Departamento de Estado estará a recusar entregar dezenas de mensagens de líderes estrangeiros dirigidas a Joe Biden, declarado vencedor das presidenciais norte-americanas, e à sua equipa de transição, avança a cadeia de televisão CNN.

Donald Trump, que continua sem reconhecer a derrota eleitoral, insiste em tentar que a Justiça norte-americana reverta os resultados das presidenciais, realizadas em 3 de novembro.

Funcionários do Departamento de Estado disseram à CNN que as mensagens para Biden começaram a chegar no último fim de semana, assim que foi declarada a vitória do candidato democrata.

Habitualmente é o Departamento de Estado quem organiza as comunicações com os presidentes eleitos, mas a administração Trump estará a negar à equipa de transição de Biden o acesso às informações e contactos necessários para iniciar essa tarefa.

No entanto, tal não impediu o contacto entre o candidato democrata e alguns líderes mundiais, como a chanceler alemã, Angela Merkel; o Presidente francês, Emmanuel Macron; ou o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson.

Há ainda países que não reconheceram publicamente a vitória de Joe Biden nas eleições, embora o número tenha vindo a diminuir. O México, o Brasil, a Rússia e a China encabeçam a lista.