Sociedade

Portugal registou 760 casos por cem mil habitantes nos últimos 14 dias

Preço não será “determinante” na escolha da vacina. Portugal tem a décima maior taxa de incidência do panorama europeu.

A diretora-Geral da Saúde revelou, na conferência de imprensa desta segunda-feira, que o país registou 760 casos de covid-19 por cem mil habitantes nos últimos 14 dias. Graça Freitas sublinhou ainda que existem assimetrias regionais, nomeadamente na região norte, com maior incidência. 

"A região norte, com 1304 casos por cem mil habitantes, é a mais afetada", afirmou, adiantando ainda que os grupos etários mais afetados dizem respeito aos intervalos seguidos dos 20 aos 29 anos e dos 30 aos 39 anos.

Assim, com esta taxa de incidência, Portugal ocupa o décimo lugar no panorama europeu. Graça Freitas informou também que no passado dia 14 de novembro, chegou-se à barreira dos quatro milhões de testes PCR, um milhão dos quais foi realizado no último mês. Mais de 15% dos rastreios tiveram resultados positivos para a covid-19.

A taxa de mortalidade global em Portugal situa-se agora em 1,6%, embora os dados disparem para 9,7% quando os infetados têm mais de 80 anos.

Ainda sobre as faixas etárias, a responsável revelou que 2% dos internados tem menos 30 anos, 
8% tem menos de 50 anos e 19% menos de 60 anos. Reconheceu também que a pressão do Serviço Nacional de Saúde é cada vez maior com o aumento significativo e constante do número de camas ocupadas por doentes covid.

Questionada sobre o aparente decréscimo de novos contágios - o boletim desta segunda-feira dá conta de 3.996 infetados, quando há três dias que os dados ficavam acima das 6.000 infeções – Graça Freitas relembrou que ao fim de semana são realizados menos testes e que tal facto pode justificar a queda nos números. "Teremos que esperar pelos próximos números para perceber o impacto real", sublinhou.

A diretora-Geral aproveitou para reforçar a importância do isolamento profilático nesta fase da pandemia, adiantando que já foram passadas 100 mil declarações.

Sobre a vacina, Graça Freitas preferiu ser cautelosa sublinhando que ainda é cedo para grandes certezas, mas deixou a garantia que não será o preço a ditar a escolha de uma vacina em detrimento de outra e sim a qualidade.

"Estamos numa fase muito prematura dos ensaios, há muitas incógnitas, nomeadamente como vai ser o comportamento das pessoas", mas o "preço não será determinante", disse.

Lousada, Paços de Ferreira e Felgueiras são os municípios com maior incidência de casos diários, segundo a responsável. Sublinhe-se que todos se situam na região norte do país.