Economia

Operadoras negam que tenham subido preços ou reduzido qualidade dos serviços

Regulador  disse que, entre outubro e novembro, "os três principais prestadores de comunicações eletrónicas em Portugal (MEO, NOS e Vodafone) aumentaram as mensalidades das suas ofertas base 'triple play' [3P] em 3,3% (mais um euro)".

A NOS negou que tenha subido os preços aos seus clientes e reduzido a qualidade dos serviços, depois do regulador Anacom ter divulgado que as três operadoras aumentaram as mensalidades nas ofertas triplas (3P) e diminuíram qualidade.

Não é verdade que a NOS tenha subido os preços aos seus clientes, nem tão pouco reduzido a qualidade dos seus serviços", garante a operadora de telecomunicações, criticando o comunicado da Autoridade Nacional de Comunicações (Anacom), "que indicia que tal aconteceu", mas que "não passa de mais uma iniciativa para tentar enganar os portugueses".

A NOS garante que "nenhum cliente" seu "viu ou verá os seus preços aumentados, em qualquer momento, como consequência do lançamento de novas ofertas" e aponta que "a afirmação do regulador é pura e simplesmente falsa" e acusa a Anacom de ter como "único objetivo" o de "denegrir o setor, recorrendo a uma narrativa conscientemente falsa".

Também a Altice Portugal afirmou que o aumento de preços no pacote de telecomunicações é "pura e redonda falsidade", depois da Anacom ter divulgado que a Meo subiu as mensalidades do 3P e, em simultâneo, diminuiu a sua qualidade.

"De forma alguma se pode aferir que se tenha registado qualquer diminuição da qualidade do serviço na oferta que a empresa tem no mercado", acrescentou a empresa.

Em comunicado, o regulador tinha divulgado que, entre outubro e novembro, "os três principais prestadores de comunicações eletrónicas em Portugal (MEO, NOS e Vodafone) aumentaram as mensalidades das suas ofertas base 'triple play' [3P] em 3,3% (mais um euro)".

A Anacom apontou que, "na sequência deste aumento de preços, que surge ao mesmo tempo e na mesma proporção, e que é muito superior à taxa de inflação, a mensalidade mais baixa das suas ofertas 'triple play' sobe para cerca de 31 euros", salientando que desde 2018 que "não existem diferenças nas mensalidades deste tipo de ofertas, que incluem Internet fixa, telefone fixo e televisão por subscrição".

E, "em simultâneo com o aumento de preços, registou-se também uma redução da qualidade deste tipo de ofertas nos três operadores, visto que a velocidade de 'download' anunciada baixou de 100 Mbps para 30 Mbps", refere a Anacom.